quarta-feira, 30 de maio de 2018

De Mãos Albertas


Você é oxímoro.

Você é um poeta flaneur
Homem mulher
Céu e terra
Baudelaire do nosso tempo
Sem medo do ridículo.

Você é o salvador.
Você é Jesus no corpo de uma traveca.
Jesus que voltou.




Nenhum comentário: