segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Carta com propostas para Bom Despacho

Neste momento grave da história política da cidade de Bom Despacho, onde verifica-se uma crise da administração municipal em função de acusações várias, eu, Lúcio Emílio do Espírito Santo Júnior (professor) convoco a comunidade interessada em cultura, artes, política e comunicação para o debate a respeito das possíveis saídas e propostas para a cidade, levando em conta as presentes reivindicações:

• Diante do fato de que não existe uma Lei Municipal de Cultura, os artistas locais contam com a administração para algumas atividades esparsas, mas no geral a cultura, artes e comunicações estão entregues à competição selvagem do mercado e contam com ajuda insuficiente da administração local. Convoca-se, através desta, os cidadãos interessados em cultura para tomarem uma atitude em relação à redação da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

• Apoio à Festa de Reinado com divisão igual da verba destinada aos cortes envolvidos na Festa.

• Se a conjuntura política da atual administração é de crise, também crítica se encontra a situação dos músicos locais, que encontram pouquíssimos espaços de trabalho remunerado. Reivindica-se, através desta, espaço remunerado nas rádios de Bom Despacho para os músicos locais.

• Necessidade de criação e apoio à TV local (lutar para trazer TV Interativa também para a TV como canal aberto) e uma rádio comunitária (que poderia ser a 104, 7 Killer FM, legalizada).

• Apoio a iniciativas como o Coral Voz e Vida, assim como a volta das aulas de Música às escolas.

• Exigir apoio da comunidade e da administração para iniciativas como a editora Dez Escritos. Reivindicar o estímulo à produção de produção oral e escrita na Língua do Negro da Costa, também conhecida como “gira da Tabatinga”, tendo em vista preservar esse rico patrimônio lingüístico local, ameaçado de extinção; apoio ao cumprimento de lei que obriga a inclusão de aulas de cultura afro-brasileira, ausentes na cidade, com exceção de uma experiência na Escola Martinho Fidélis. Criação de oficinas e apoio à publicação de livros na Língua do Negro da Costa (“Gira” da Tabatinga)

• Pagamento do INSS para os funcionários demitidos da prefeitura.

• Pagamento do piso salarial de oitocentos reais (por 25 horas semanais) para os professores.

• Estatização das siderúrgicas locais, hoje paradas devido à crise, com indenizações para os trabalhadores e para os moradores do bairro São Vicente, que há anos conviveram com a poluição.

• Revitalização do Beco dos Aflitos, com valorização do patrimônio afro local.

• Liberdade de organização e reunião para o movimento estudantil da UNIPAC Bom Despacho. Transformação da dívida da UNIPAC com a prefeitura em bolsas para os estudantes.

• Não à privatização da BR 262 depois de duplicada e não ao pagamento de pedágios. Ampliação da duplicação até Bom Despacho (atualmente, só chega até Nova Serrana). Construção do trevo diante da UNIPAC para maior segurança dos alunos.

• Construção do aterro sanitário local.

• Criação do Parque Mata do Batalhão, transformando a mata em um parque ecológico público sob controle do município.

• Apoio aos pequenos produtores locais para que possam se opor ao agronegócio e dizerem não aos transgênicos.


• Reinstalação do posto do ministério do trabalho que Bom Despacho perdeu.

• Apoio à construção da sede da ADEFIS (Associação dos Deficientes Físicos) e da sede da escola de música do maestro Domingos.

• Apoio à CPI do prefeito Haroldo Queiroz e, se ela comprovar as acusações, impeachment já.

Isto posto, convido a todos para debater os pontos acima aqui no revista cidade sol.


Adorei os seguintes questionamentos recebidos:

Anônimo disse...

1-A arte e a cultura devem ter investimento, inclusive em cidades pequenas, já que os únicos que conseguem desenvolver são destinados as tradições locais. Então para haver mais pluralidade cultural e artística que são limitadas.

2-Temos urgentemente de criar veículos públicos de comunicação. E a radio comunitária é um dos meios mais eficientes e populares para o interior.

3-Sobre os desempregados, é necessário pagar seguro desemprego, ou já está pagando?INSS também...

4-O piso nacional dos professores, em termos de Brasil, se não me engano, é 950, mas os neoliberais de Minas pagam mais ou menos 600 reais na pratica. Esse piso colocado, no blog, é para professores da rede municipal? Ou será que as horas semanais desse piso é bem menor do que o nacional?O que justificaria um valor menor...?

5-Uai, se tem empresas paradas, o estado (poder publico) tem a obrigação de levantar isso. Já a poluição é outro agravante, que tem que ser prevenido e combatido...

6-Geralmente as universidades particulares têm movimento muito fraco em relação às publicas. Esses movimentos devem ser criados para essas universidades alcançar a eficiência e as decisões democráticas que tem nas publica, tornando assim instituições de ensino “semi-social”.

7-A preservação do meio ambiente é uma bandeira do futuro e presente e apenas os reacionários e conservadores não as defendem, ou não enxergam a importância de defendê-las. Refiro ao parque e ao aterro.

8-Não apoiar a manutenção de pequenos produtores, ou pequenas propriedades, é uma bandeira que os comunistas não apóiam como têm muitos por ai dizendo. É conciliável existir socialismo com pequenas propriedades produtivas, com regulação da sociedade é claro.

9-Um posto do ministério de trabalho ajudara cada vez mais os trabalhadores conhecer seus direitos e lutar por eles.

10-Político corrupto e culpado é demissão, mas acho que isso só não basta, ou seja, é cadeia neles e sem privilégios de preso político.

3 de agosto de 2010 14:03



Em breve tentarei respondê-los.

5 comentários:

mnc disse...

Lùcio meu querido!
Òtima pauta de metas para sua Bom Despacho.
Um olhar de enfoque na cultura e educação como base de desenvolvimento, tem de ser nossos parâmetros ao fazer nossas escolhas neste ano eleitoral.
Meu apoio a você e suas idéias.
Abçs.

Revistacidadesol disse...

Oi, Mariene.

Q bom q gostou! Agora é "época" e como se discute, sempre, só quem é daqui, quem não é, quem tá com Dilma, quem não tá, achei por bem turbinar um pouco o debate com propostas.

Obrigado pelo apoio!

Abs!

Revistacidadesol disse...

Alex Lombello Amaral – 2121 – PCB

lombelloamaral@yahoo.com.br

http://expressovermelho.blogspot.com/

Podem me encontrar no Orkut pelo meu nome e no Facebook pelo meu e-mail.

@lombelloamaral

Os candidatos do PCB:



Ivan Pinheiro para Presidente, Fabinho para Governador!



Senador- Vote em Rafael Pimenta, 212.

Deputados Federais – Almeida 2100 e Alex 2121.



Deputados Estaduais – Daniel 21210 e Luciano 21321.



PCB, o Partido do século 21

AF STURT disse...

Bom as propostas são boas no geral,mas como eu não sou da sua cidade e desconheço a conjuntura da região não posso opinar com qualidade que elas exige!

Anônimo disse...

1-A arte e a cultura devem ter investimento, inclusive em cidades pequenas, já que os únicos que conseguem desenvolver são destinados as tradições locais. Então para haver mais pluralidade cultural e artística que são limitadas.

2-Temos urgentemente de criar veículos públicos de comunicação. E a radio comunitária é um dos meios mais eficientes e populares para o interior.

3-Sobre os desempregados, é necessário pagar seguro desemprego, ou já está pagando?INSS também...

4-O piso nacional dos professores, em termos de Brasil, se não me engano, é 950, mas os neoliberais de Minas pagam mais ou menos 600 reais na pratica. Esse piso colocado, no blog, é para professores da rede municipal? Ou será que as horas semanais desse piso é bem menor do que o nacional?O que justificaria um valor menor...?

5-Uai, se tem empresas paradas, o estado (poder publico) tem a obrigação de levantar isso. Já a poluição é outro agravante, que tem que ser prevenido e combatido...

6-Geralmente as universidades particulares têm movimento muito fraco em relação às publicas. Esses movimentos devem ser criados para essas universidades alcançar a eficiência e as decisões democráticas que tem nas publica, tornando assim instituições de ensino “semi-social”.

7-A preservação do meio ambiente é uma bandeira do futuro e presente e apenas os reacionários e conservadores não as defendem, ou não enxergam a importância de defendê-las. Refiro ao parque e ao aterro.

8-Não apoiar a manutenção de pequenos produtores, ou pequenas propriedades, é uma bandeira que os comunistas não apóiam como têm muitos por ai dizendo. É conciliável existir socialismo com pequenas propriedades produtivas, com regulação da sociedade é claro.

9-Um posto do ministério de trabalho ajudara cada vez mais os trabalhadores conhecer seus direitos e lutar por eles.

10-Político corrupto e culpado é demissão, mas acho que isso só não basta, ou seja, é cadeia neles e sem privilégios de preso político.