quinta-feira, 22 de abril de 2010

Eu sou Serra...

Eu sou Serra...mas o Serra de 1964 que falou no comício na Central do Brasil.

/v/A9bHU7zW5X4&hl=pt_BR&fs=1&">


Fragmento do discurso de Jango nesse mesmo comício:

A democracia que eles desejam impingir-nos é a
democracia do anti-povo, do anti-sindicato, da
anti-reforma, ou seja, aquela que melhor atende
aos interesses dos grupos que a eles servem ou
apresentam. A democracia que eles pretendem é a
democracia dos privilegiados, é a democracia da
intolerância e do ódio. A democracia que eles querem é a democracia para liquidar com a Petrobrás. É a democracia dos monopólios privados,
nacionais e internacionais. É a democracia que
luta contra os governos populares e que levou
Getúlio Vargas ao supremo sacrifício. (...)
A maioria dos brasileiros já não se conforma com
uma ordem social imperfeita, injusta e desumana.
Os milhões que nada têm impacientam-se com a demora, já agora quase insuportável, em receber
os dividendos de um progresso tão duramente construído, mas construído também pelos humildes.
A reforma agrária não é um capricho de um governo
ou programa de um partido. É produto da inadiável
necessidade de todos os povos do mundo. Aqui no Brasil constitui a legenda mais viva da reivindicação do nosso povo, sobretudo daqueles que labutam no campo.
A reforma agrária é também uma imposição progressista de mercado interno, que necessita aumentar a sua produção para sobreviver. Os tecidos e sapatos sobram nas prateleiras das lojas e as nossas fábricas estão produzindo muito abaixo de sua capacidade. Ao mesmo tempo que isso acontece, as nossas populações mais pobres vestem farrapos e andam descalças porque não têm dinheiro para comprar.

João Goulart, 13 de março de 1964, no comício
na Estação Central do Brasil.



O que está aí hoje, candidatando-se a presidente, é um vampiro, um morto-vivo.

14 comentários:

mnc disse...

È Serra ....quem te viu te vê!

Zélia Guardiano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Zélia Guardiano disse...

São todos iguais, meu amigo! Todos iguais...
Só para ilustrar: em 1964 eu tinha 20 anos. Sofri na carne as agruras do golpe. Toda minha família padeceu! Sei de cor os nomes dos "idealistas"... Pois bem: Os "revolucionários" esquerdistas remanescentes, sejam hoje de que partido for, já mostraram a cara: bando de hipócritas. Um pede que se esqueça o que escreveu; outro, é cego e surdo, nunca sabe de nada, ignora a a maracutaia praticada debaixo do seu nariz... Como sou teimosa, continuo acreditando na democracia. Não fosse assim, rezaria para que um Orleans e Bragança tomasse conta de nós. Penso que sairia mais barato...

Gostei muito de sua postagem! Abre espaço para discussão.
Um forte abraço

Revistacidadesol disse...

Oi, MNC e Zélia.

A gente tem de escolher é o menos ruim, não é?

Vitor Stefano disse...

Pois é. Nos sobra a opção de escolher o menos ruim. O menos ladrão. O que menos mente.

Infelizmente a política nacional é assim desde que Cabral chegou em terras indígenas. E não é só colocar a culpa nos portugueses. Todos temos culpa por não conseguirmos ser o povo livre que deveriamos ser, por não conseguir uma democracia do jeito que poderia ser, por não sermos politizados o bastante para entender o que acontece, por não termos uma imprensa livre e sem rabo preso com ninguem.

Glauber Rocha, que você comentou no nosso blog, lutou tanto para um Brasil livre, de ideais fortes e com brio. Falta isso, brio, vontade e determinação no nosso povo. E não me excluo.

Obrigado por comentar no Sessões. Siga-nos e vamos mantendo contato!

Até mais.

Vitor Stefano
Sessões

Clenio Araujo disse...

São (quase) todos iguais, com uns mais iguais que outros.

E nós? Bem, nós (tb) somos todos iguais, com uns...

Clenio / Blog in (http://clenioaraujo.zip.net/)

Felipe Moreira disse...

Gostei do post. Mas o que ele falou exatamente no discurso da UNE?

Penetralia disse...

Oi, Felipe.

Realmente me equivoquei: esse vídeo, que eu nem sabia que existia, é do Comício na Central do Brasil em 13 de março de 1964. Nele aparecem, além do jovem Serra facilmente identificável, Jango, Brizola, dentre outros.

Não tem falas e sim Beethoven, como vc pode ver.

Mas coloquei um trecho do discurso de Jango, para vc ter uma ideia do que foi falado.

Abs do Lúcio Jr.

Revistacidadesol disse...

Esse site só pode ser piada com os evangélicos, não pode:

http://www.cleycianne.com/2010/03/cleycianne-begins.html

Eu dou risada até nesse site. visitem.

Clenio Araujo disse...

Não acho que seja piada, Lúcio, conforme escrevi no Blog in. Piada são outras coisas por aí...

Gilberto G. Pereira disse...

Caro Lúcio. Muito boa essa lembrança! Mas a Nona Sinfonia deixa qualquer coisa comovente, né. Devia ter posto aquela "Serra, Serra, Serrador, na careca do vovô ...". Mas, falando sério, só não fico desiludido de tudo porque sou pobre demais. E esse negócio de pobreza acaba afetando o espírito. Grande abraço!

Revistacidadesol disse...

Cleninho, vou reproduzir parte de um post inacreditável dela:




Aos 24 anos eu já tinha feito de tudo em minha vida: fornicado com milhares de homens, mulheres, travestis, animais, vendido minha filha Layla Camile e estava no fundo do poço, cada dia mais viciada em sexo, com meu namorado bissexual viciado em transar com cavalos preso por tráfego de drogas, enfim minha vida era totalmente comandada pelo Diabo.

No dia da suruba “5 contra 50” acordei com uma estranha queimação na vagina, achei que era algo passageiro então nem liguei. Fiz contato com o grupo da suruba na internet para confirmar o evento, tomei vitaminas para agüentar o tranco, me vesti como uma mulher-meretriz e fui até a casa de fornicação.

Chegando lá, os 50 homens já estavam a minha espera, e a espera das outras 4 garotas, mas por um capricho do destino elas não apareceram ficando apenas eu para dar conta de todos aqueles homens e seus pênis eretos e duros como cabos de vassoura.

Não hesitei e forniquei com os 50, eu era muito desenvolta com o sexo e não tive nenhum problema, apenas a minha vagina que continuava com aquela estranha queimação. Como as outras garotas haviam faltado no “5 contra 50”, resolvi fazer uma supresa para dos homens ali presentes e beber o esperma de todos!!! Eles adoraram e fizeram até fila! Porém minutos depois, eu comecei a passar muito mal, com dores horríveis em minha barriga.

Um dos homens que estava na suruba me levou às pressas para o hospital, onde cheguei aos gritos!! Uma enfermeira muito simpática me recebeu e estranhamente disse “Já sei, bebeu esperma demais, né?!”, eu fiquei passada, como ela sabia disso!?

Depois de uma lavagem estomacal, a mesma enfermeira apareceu em meu leito e eu a perguntei como ela sabia sobre o esperma e ela me disse:

- Cleycianne, quando eu a vi com o cabelo todo sujo de esperma seco não tive como não ligar uma coisa a outra, eu era como você!! Mas um dia eu conheci um homem, um homem que mudou a minha vida!! Aleluia!!
- Meu namorado está preso, não poderei casar tão cedo, esse seu homem tem amigos? – eu disse inocentemente.
- Não estou falando de namorado, marido, nada disso!! Estou falando de Jesus, você conhece Jesus?
- Não, ele é bonito? Dote bom? – perguntei interessada.
- Imagine que você tenha em sua vida o homem mais lindo da face da terra, o mais bem dotado e que te satisfaz em todos os sentidos!!! Esse é Jesus, mas ele não te satisfaz pela carne, mas sim pelo espírito, depois que você conhece-lo nunca mais irá querer outra coisa em sua vida – disse a enfermeira de um modo que eu conseguisse entender.
(...).

Não demorou muito para me batizar, aquela nova vida era linda demais. Eu continuava com minha beleza loura, mas agora muito mais ungida, vitoriosa e abençoada!!! Havia uma piscina atrás da Igreja e foi lá que me batizei, entre nas águas pecadoura e saí purificada aceitando Jesus em meu coração e como meu salvador!!

Esse foi o ínicio de tudo, uma linda história!! Agora eu pergunto para você querido leitor: você conhece Jesus?

http://www.cleycianne.com/

Clenio Araujo disse...

Inacreditável? Abominável, isso sim.

Anônimo disse...

Claro que é tudo fake naquele site da Clayciane. nome,foto,namorado,nome do namorado,história,absolutamente tudo fake.
Pura zoação,só que pegaram pesado na zoação né??!!tanto o(a)autor(a) qto os comentaristas.
Pura falta do que fazer e reocupação demais com a crença alheia.
Não sou evangélico,mas não entendo a 'pegação no pé' dos seguidores dessa crença